Era uma vez a MTV Brasil da Abril ... #anos90 #anos2000 #anos2010




Por Calil Neto

04 de dezembro de 2017


Era uma vez... Em 1990 o grupo Abril fundou a MTV Brasil, a nossa versão da MTV norte-americana, em um acordo da MTV Americana e a Editora Abril. Zico Góes que foi diretor de programação da MTV Brasil passou mais de 20 anos na emissora, em funções como tradutor de programas vindos de fora, área do jornalismo e redator. Eu mesmo adorava a animação para adultos Beavis and Butt-Head (hilário!), em um veículo que tinha como base principal de sucesso, a música e a cultura pop, sem falar o humor e mais tarde os programas de paquera e de sexo como Fica Comigo com Fernanda Lima ( hoje na Globo) e Beija Sapo com Daniella Cicarelli ou VJ por um dia que iam atrás de novos VJs, que tinham que ser desconhecidos do grande público, segundo o diretor Zico Góes. A MTV Brasil com gestão da Abril estreou na televisão brasileira em 20 de outubro de 1990.  Com certeza o canal do grupo Globosat, o Multishow, teve a sua programação baseada na grade da antiga MTV Brasil, que foi a pioneira em disseminar a música para o público através dos videoclipes. A matéria-prima da MTV, que é uma grife mundial, é a música, e com a programação segmentada para o público jovem ávido pelo mundo musical. Foi o primeiro canal brasileiro a ter a programação para o público segmentado.  

No começo a base da programação era veicular videoclipes e depois foram inseridos apresentadores que serão conhecidos como VJs, que é um tipo de DJ que “toca” e apresenta videoclipes, algo que hoje seria mais inviável com a chegada da internet e os You Tubes da vida.  Depois a MTV brasileira foi ganhando jornalismo em sua programação, e no começo era o jornalista Zeca Camargo, que depois foi para a Rede Globo, quem comandava o jornalismo na emissora musical. Outro destaque da emissora foi a jornalista Astrid Fontenelle que foi uma das pioneiras da casa.


Rock Gol que teve Felipe Xavier no comecinho e permaneceu com Marco Bianchi (entrevistado no Blog do Calil Neto ) e Paulo Bonfá e tinha campeonato de futebol com músicos e bandas que eram o maior sucesso. Marcos Bianchi e Paulo Bonfá eram hilários em seus comentários e narrações dos jogos entre músicos. Depois veio o Rock Gol de Domingo. O grande destaque dos campeonatos era o loirérrimo cantor Supla. A MTV também tinha South Park que foi adquirida na época da Comedy Central, Beavis and Butt-Head e tinha as suas próprias animações como a Megaliga MTV de VJs paladinos criada por Marco Antônio Pavão. Gostava também do Max Fivelinha (conversei com ele no Blog do Calil Neto) e do João Gordo. Tinha o inteligente Marcos Mion com o Mionzinho que apresentava Os Piores Clipes do Mundo, que depois seria destaque na Record TV, no Legendários que acaba no final de 2017. Passagem de Sabrina Parlatore (apresentou Disk MTV, que era um sucesso. Escolha os clipes de destaque da emissora), Edgard Piccoli, Marina Person (a VJ que ficou mais tempo na MTV), o polêmico João Gordo, vocalista da banda Ratos do Porão com o programa Gordo a Go-Go e muito mais, Sarah Oliveira, Didi Wagner, Cazé Peçanha agora Cazé Pecini, a tatuada Penépole Nova e outros destaques como Ferrugem e Luiz Thunderbird que adorava. Tinha os programas na praia de férias da MTV com a Marina Person e Edgard Piccoli que eu adorava como Casa da Praia. 
Momentos marcantes para mim foram quando no Disk MTV, a Sabrina Parlatore, que eu adorava, em 2000, entrevistou a Christina Aguilera e depois os irmãos Hanson que eram febres entre a garotada no meio musical. Parece que foi ontem!



Tinha a aguardada premiação do canal, o MTV VMB (  Video Music Brasil ), que premiava os destaques do meio musical, que no começo era VMAB, e depois teve o título mudado para VMB. Na edição 2011, teve a presença do Jô Suado, sátira do programa Pânico na TV ao apresentador Jô Soares, interpretado pelo humorista Márvio Lúcio ao lado do CQC na época Rafael Cortez. Como ri naquele dia!

Os últimos anos da MTV da Abril deu mais destaque para a comédia revelando grandes nomes como Marcelo Adnet que esteve no programete 15 minutos com um garoto que não abria a boca e em outros programas da casa, Tatá Werneck, Paulinho Serra, Rodrigo Capella e muito mais. Época muito boa! Em 2013 apresentaram o MY MTV trazendo memória do passado televisivo da MTV, com alguns dos ex- VJs da casa. Dia 30 de setembro a MTV Brasil gestão Abril às 23h59 min encerrou suas atividades e deu lugar ao canal TV Ideal, canal provisório também da Abril.  

No final de 2013, a MTV que é apenas para o público que assina tevê por assinatura. ficou apenas nas mãos da Viacom, dona da marca.

A MTV Brasil da Abril parecia com toda modéstia um conto de fadas televisivo... Muito carinho de muitos pela emissora que foi muito importante para o cenário musical brasileiro.

Comentários