Jamil Chade lança livro sobre luto. Estamos vivendo uma 3a Guerra?

 

Foto: Reprodução/ Instagram

 Por Calil Neto

12 de março de 2022.

Estamos vivendo uma terceira guerra mundial? O confronto entre a Rússia e Ucrânia e o envolvimento de diversos paises ao redor do mundo ( entre eles, os paises do Ocidente e o próprio presidente norte-americano Joe Biden; a OTAN- para não terminarmos em uma nova guerra) ou a pandemia que surgiu no comecinho de 2020 e está até agora já era uma terceira guerra mundial?

Nunca na história recente da humanidade morreram tantas pessoas; no passado sim, mas agora neste momento dramático da história, não. E traço neste post um paralelo do momento em que estamos vivendo hoje e a morte; temática do livro mais recente de Jamil Chade.

O repórter e correspondente internacional Jami Chade lança seu mais novo livro " Luto: Reflexões Sobre a Reinvenção do Futuro " que tem como tema o lidar  com a perda humana de um ente querido ou de um amigo; perdas que todos temos ou tivemos ou vamos ter em algum momento

 

" Jamil nos dá a balsâmica sensação de não estarmos sós. Seu olhar de jornalista franco e responsável, sua verve de escritor que observa, age, pensa e torce por nossa evolução, nos encoraja e faz companhia. Ter esses textos ao alcance das mãos tem também um papel de memória e escudo contra tantas desesperanças!

Zélia Duncan

A Editora Contracorrente tem a satisfação de anunciar a publicação do livro Luto: reflexões sobre a reinvenção do futuro, do jornalista Jamil Chade.

O livro reúne agudas reflexões sobre a pandemia e as suas consequências sociais. Numa época de escassez de vida, a profusão do Luto e da desesperança marcou a vida de toda a humanidade. A voz de Jamil Chade soa como um eco sinalizando que não estamos sozinhos nessa crise. Nas palavras do prefaciador Padre Júlio Lancelotti: “Jamil Chade nos ajuda a não perder a coragem de lutar e sonhar, indignados, mas com esperança teimosa, que insiste em não desaparecer. Todos e todas fazemos parte desta história, o importante é saber de que lado estamos e sem medo de perder e sem a obsessão de ganhar. Lutar e saber que a luta é histórica, com desafios e contradições”.


 

Comentários

Postagens mais visitadas