O documentário do Mussum Cacildis é uma beleza!






Por Calil Neto

22 de agosto de 2019.

O documentário do Mussum Cacildis é uma belezura! Mussum - Um filme do Cacildis (2019) é uma co-produção com a Globo Filmes de Susanna Lira com a narração de Lázaro Ramos e pesquisa de Michel Carvalho e Bruno Passeri que mostra a trajetória do nosso querido Mussum.






Antônio Carlos Bernardes Gomes foi um cara inteligente e simpático de origem humilde do Morro da Cachoeirinha no Rio de Janeiro, filho da dona Malvina, pai de 5 filhos, sambista do conjunto Os Sete Modernos do Samba depois Originais do Samba e que com o apelido de Mussum que surgiu do também saudoso comediante Grande Otelo ( do peixe muçum ) conquistou o Brasil com o inesquecível quarteto Os Trapalhões ao lado de Renato Aragão, Dedé Santana e Zacarias na televisão, cinema e espetáculos pelo país.





Até quadrinhos existiram de Os Trapalhões mas não é mencionado neste belíssimo trabalho audiovisual. Os Insociáveis estreou na TV Record e o sambista foi convidado quando aumentou a duração do programa ( a audiência vencia a audiência do Fantástico da Globo ) e precisava de um novo integrantes para o programa. Segundo Dedé Santana Antônio Carlos falou: eu não sou comediante, sou tocador de reco-reco. Didi diante da situação acrescentou: Não se preocupe que eu escrevo ( o texto ) para você. Cacildis tinha jeito para a coisa e se deu muito bem rapidamente. Os Trapalhões estreou na TV Tupi e com o sucesso foi em 1976 para a TV Globo de onde deslanchou de vez. Após um problema de saúde Mussum foi se dedicar apenas a sua carreira no humor.





O doc aborda também o racismo e o número reduzido de negros na televisão brasileira que existe até hoje e nos traz um dos poucos negros que se de deu bem na carreira artística e que lutou para que esse tabu fosse vencido.  




       

Comentários