Shippados (2019): Crise existencial e o vício nas novas tecnologias.








Por Calil Neto

12 de junho de 2019.

Neste dia dos namorados (12) posto um texto sobre a série Shippados (2019) da Globoplay, serviço de streamimg do grupo Globo, que aborda a relação de dois estranhos jovens Rita e Enzo interpretados pelo ótimos Tatá Werneck e Eduardo Sterblitch que além de saberem fazer muito bom humor sabem também muito bem interpretar outros gêneros. No começo do primeiro episódio da série que tem 12 episódios explica-se o termo shippados que significa duas pessoas que o internauta gostaria de ver em um relacionamento em uma junção de parte do nome dos pretendentes na hashtag.  No caso desta série #rizo: ri de rita e zo final de enzo.


Uma série em mais uma colaboração de Alexandre Machado e Fernanda Young, criadores da bem sucedida série que virou filmes Os Normais, que aborda a relação amorosa dos jovens Rita ( a personagem não ri com nada! Nada mesmo) e Enzo ambos fanáticos por internet que podem acreditar surgiu em um bar fora do mundo virtual. Rita trabalha em um local de informações de um supermercado e Enzo em uma empresa. Rita tem uma colega de trabalho Suzete ( Júlia Rabelo ) que trabalha no setor de informações do supermercado  que é apresentada para um colega de trabalho da firma de Enzo, Hélio ( Rafael Queiroga ). No apartamento de Enzo tem um casal de naturistas, que ficam peladões andando pela casa, Brita ( a gracinha de atriz Clarice Falcão ) e Valdir ( o grande ator em todos os sentidos o talentoso Luis Lobianco ). Um apartamento de malucos beleza! E a mãe de Rita é a malucona Dolores ( a ótima Yara Novaes ) que vai tentar de tudo impedir a felicidade da filha e evitar que ela encontre seu verdadeiro pai. Uma série que aborda o conflito entre as coisas simples da vida e a revolução constante das tecnologias. Os famosos selfies e a dependência das pessoas em relação a estas tecnologias do século XXI. A depressão que podem as redes sociais causar nas pessoas. Uma série que mostra a troca do contato pessoal pelo "contato" virtual em uma artificialidade nas relações humanas e aborda os conflitos existenciais dos personagens. Apesar de Shippados ter o gênero drama em alguns momentos a série tem ótimas sacadas no humor. Uma série caricata em alguns momentos que consegue entreter o espectador.

Fotos: Globoplay




Comentários