Galvão Bueno o narrador esportivo que deu certo na maior emissora do país.





Por Calil Neto

28 de junho de 2018.

Eu me lembro de 1994 quando era a Copa do Mundo de futebol masculino nos Estados Unidos com grandes nomes da nossa seleção brasileira como Romário, Bebeto e Branco e tinha até o ruivo Alex Lalas que jogava no time estadunidense que me chamou a atenção. O Brasil comandado pelo técnico Carlos Alberto Parreira neste ano foi tetra-campeão de futebol: tinha empatado no 0 a 0 com a Itália e ganhou de 3 a 2 nos pênaltis. Roberto Baggio perdeu feio no pênalti final.  Para mim a Copa do Mundo mais memorável. O narrador esportivo de futebol da Rede Globo já era ele, o carioca Carlos Eduardo dos Santos Galvão, ou mais conhecido como Galvão Bueno. O cara deu certo. 24 anos depois em 2018 com a competição mundial na Rússia ele continua sendo o nome para narrar os jogos da seleção brasileira, além de narrar corridas de Fórmula 1 e participar de programas na SPORTV. Desde pequeno já gostava de brincar de narrar partidas de futebol e gostava sempre de se manter informado a respeito de esporte.  



Com o tetra-campeão Bebeto


 
Com a esposa




Desde 1981 na TV Globo é considerado um dos grandes nomes da narração esportiva brasileira senão o maior destaque. É casado com a empresária Desirée Soares que conheceu em 2000. 



Em 1994 com o rei Pelé e o também comentarista Arnaldo Cezar Coelho.

Comentários