sábado, 8 de abril de 2017

Se você não tem pecado e é perfeito pode julgar José Mayer.






 Por Calil Neto

Saiu na imprensa que José Mayer assediou a figurinista Susllem Tonani (ele confirmou e foi sincero!) e meteram o pau no ator como se assédio não acontecesse com freqüência nos bastidores da televisão. Até o Jornal Nacional noticiou o fato e  a suspensão do ator por tempo indeterminado. Uma falta de respeito que o ator não deveria mais trabalhar para a emissora.

Será que a denúncia não partiu para garantir fama à figurinista?

Os profissionais da televisão e espectadores o julgaram como se assédio tanto por parte de homens como também de mulheres não acontecesse fora e dentro da televisão. São todos profissionais perfeitos e que nunca erraram na vida. Se fosse um pedreiro ou cara que trabalha em obras ninguém teria perdido tempo em julgar, mas como é José Mayer ai pode.   

A Rede Globo com sua novelas mostrando traições, assassinatos, e outras banalidades dá um belo exemplo para o telespectador e não tem moral para condenar um profissional que há décadas trabalha e contribuiu para a emissora. É fácil julgar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário