segunda-feira, 8 de junho de 2015

Isabeli Fontana e Di Ferrero na Glamour de junho.







Por Calil Neto

Isabeli Fontana e Di Ferrero estão na capa da revista Glamour de junho.

Confira o questionário que Isabeli fez para Di e o questionário que Di fez para Isabeli especialmente para a revista.

ISA PERGUNTA PRO DI

Você se sente pleno quando toca e canta pra mim?
Muito! Fico até me mostrando quando você está no show. Em casa, quando tocamos juntos, eu fico te admirando. Você é afinada, sabia?

Como era o Di aos 18 anos? E hoje, aos 30? Mudou depois de ter me conhecido?
Mudei muito desde que te conheci. Aos 18, eu só tinha plano de carreira. Não queria namorada. Terminei um relacionamento porque queria curtir a banda, viajar com a galera. Aos 30 [ele faz aniversário no dia 11 de junho], faço planos com você e não tenho medo disso. Você me deixa solto, a vida é leve ao seu lado.

Eu consigo te fazer sentir especial como você faz comigo?
Certeza. Você despertou todo um lado romântico meu. Passo o dia pensando em como te fazer mais feliz, em surpresas, tipo quando a gente estava em Barbados e mandei florir o quarto todo.

O que passou pela sua cabeça quando foi convidado pra jantar comigo? Senti um choque quando nossas mãos se tocaram...
Acredita que eu não queria nem ir nesse jantar? Estava curtindo minha solteirice, tinha terminado um relacionamento havia cinco meses [com a atriz Mariana Rios, de quem foi noivo]. Mas fui. Conversamos tanto que esquecemos de comer! De repente, tipo numa cena clichê de filme, nossas mãos e tocaram e eu também senti um choque. Tanto que até paramos de falar.

O que te dá tesão?
Além de você? Bom, ver um show lotado, com todo mundo cantando. E ter a mulher mais linda do mundo a meu lado. Estou na minha melhor fase!



DI PERGUNTA PRA ISA


Vem cá, o que você acha dessa nova safra de modelos?
Vejo algumas meninas supersensuais, mas a maioria é esquálida, tipo robozinho. Acho legal que existam essas diferenças, é a prova de que omercado está mais aberto. Quando comecei, as tops todas tinham curvas. Hoje, elas estão mais andróginas e eu curto isso. Também estão mais espertas, mais preparadas do que eu quando comecei. A mais linda pra mim é a alemã Anna Ewers, a cara da Brigitte Bardot!


Quando você me conheceu, imaginou que estaríamos juntos até hoje, noivos e tudo, ou, confessa, achou que era apenas uma ficada?
Ahhh! Só uma ficada, né? Mas o estalo de que tinha algo especial veio rápido. Na nossa primeira semana juntos, senti que a gente ia longe. O papo era tão bom que eu pensava: “Que cara único!”. Amo que você é equilibrado, alto-astral, tem estrutura familiar sólida e é pé no chão.

Teve alguma surpresa em relação a mim?
Bom, você é geminiano, né? Então, tudo é uma surpresa pra mim. Tipo quando você me pediu em casamento. Estávamos em Capri, em novembro passado, brigando sei lá por quê. De repente, sentados numa mureta olhando aquela maravilha de mar e o céu estrelado, disse que entendia o motivo pelo qual uns amigos tinham ficado noivos ali. Do nada, você, que estava megabravo, ficou ótimo, feliz e me disse: “Então vamos nos casar também!”. Aí tirou da minha mão o anel que tinha me dado de aniversário e colocou na outra, pra simbolizar o noivado.

Existe algum sonho não realizado que queira realizar agora?
Gostaria muito de ter uma casa, um lar pra morar com meu marido e filhos. Sonho com uma família.

Tem algum tipo de receio de passar o resto da vida com alguém?
Receio? Não! Tenho uma vontade enorme! Neste nosso casamento [Isabeli já se casou com o modelo Álvaro Jacomossi, em 2000, e com o ator Henri Castelli, em 2005. Também foi noiva do cantor jamaicano Rohan Marley], vou me empenhar pra firmar uma estrutura familiar de verdade, não quero viver de aparências. Também vou ter mais paciência. Hoje sou uma Isabeli mais ponderada graças à terapia. Aliás, já te falei pra fazer. Eu adoro que a gente converse sobre tudo, que sejamos amigos, mas é bom você se resguardar um pouquinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário